A ideologia do genero e a segregação social

 

É a sociedade que constroi e que molda os papeis masculinos e femininos no coletivo. Não existindo um comportamento masculino ou feminino natural. ou seja, um comportamento que vem como traço genético, esses laços são socialmente construidos e transferidos gradualmente de geração em geração, como costume, tradição.

O comportamento sexual é imposto gradualmente a medida que a sociedade educa o indíviduo em seu desenvolvimento. Uma vez que a idéia sobre genero é uma mera condição social que não respeita a lei natural o indíviduo não aprende na vivencia cotidiana a se descobrir, e sim é ensinado a se comportar da forma que convem ao Estado.

 

Os meros papeis imposto as mulheres e aos homens fazem com que a primeira distinção de classes exista. A classe sexual educa o ser social à aprender a se subordinar um ao outro. Nesse primeiro antagonismo entende-se que a subordinação “mulher ao homem” está totalmente associada ao comportamento autoritário que o Estado capitalista excerce sobre os homens.

 

Essa primeira opressão, não motiva a conciliação, tão pouco o entendimento das necessidades sociais individuais do ser social. Uma vez que os papeis são impostos e a tal organização é formada, o indíviduo precisa compartilhar da idéia comportamental já existente para manter uma ordem pré-estabelecida. Dessa forma tanto as mulheres quanto os homens são vítimas desse padrão social uma vez que, ingenuamente, acreditam que o papel excercido na sociedade é fundamentado em seu sexo.

 

Quando por exemplo uma mulher se casa com um homem e não com uma outra mulher, isso não se deve a uma lei natural e sim ao que é construido. A mesma coisa acontece quando um homem sente a obrigação de trabalhar fora somente para sustentar a familia e produzir enquando a mulher sente-se obrigada a ficar em casa cuidando do lar e dos filhos.

 

Esse padrão comportamental é ainda inserido na infancia quando a mulher ainda menina, recebendo bonecas de presente e brincando de casinha, e o homem por sua vez ainda menino recebendo caminhões, martelinhos entre outros utensilhos, somente reproduzem o que é conveniente socialmente pelo Estado.

 

Para descontruirmos essa idéia de segregação e acabarmos com a divisão de classes há a necessidade de percebemos o quanto toda forma de desigualdade é injusta. Essa injustiça se torna clara quando o homem se coloca em posição social diferente da mulher por mera conveniencia. A respeito da mulher ao homem e vice versa é fundamental para que a exloração sobre o sexo possa ser aniquilada.

 

Homens e mulheres são diferentes apenas biologicamente, mas caminham lado-a-lado, uma vez que a junção desses dois seres é fundamental para o desenvolvimento da humanidade. O termo genero se torna uma visão sexista que deve ser combatido como ideologia pois ele somente reprodruz a necessidade capitalista de segregação.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s